Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Thiago de Mello’ Category


Nos recôncavos da vida
jaz a morte.
Germinando
no silêncio.
Floresce
como um girassol no escuro.
De repente vai se abrir.
No meio da vida, a morte
jaz profundamente viva.
[Faz escuro mas eu canto. Thiago de Mello – 1965;1999]

Read Full Post »